Espinho

Seis anos de prisão por assaltos a postos de combustível e farmácias

Seis anos de prisão por assaltos a postos de combustível e farmácias

Os cinco homens e uma mulher, com idades entre os 22 e 37 anos, acusados de terem praticado diversos assaltos a gasolineiras e farmácias no distrito de Aveiro, em 2021, foram condenados, na tarde desta quarta-feira, pelo Tribunal de Espinho, a penas compreendidas entre os seis anos e os seis meses.

Os arguidos, acusados de vários crimes de roubo qualificado e roubo simples, acabaram por ser sentenciados exclusivamente pelo crime de roubo simples, tendo o tribunal lembrado que a arma utilizada nos assaltos era uma réplica.

Um dos elementos do grupo, 33 anos, que se encontrava em prisão preventiva, foi condenado a seis anos de prisão efetiva. Seguiram-se penas menores, compreendidas entre quatro anos e os seis meses para os restantes arguidos.

O Tribunal de Espinho deu como provado a quase totalidade dos factos constantes na acusação. Segundo o Ministério Público (MP), entre 14 de janeiro de 2021 e 3 de fevereiro de 2021, os arguidos fizeram dez assaltos, apoderando-se de quase 10 mil euros.

Entravam nos estabelecimentos encapuzados e munidos com uma arma, exigindo as quantias em dinheiro que se encontravam nas caixas registadora. De seguida, fugia do local numa viatura.

Gasolineiras, farmácias e uma ótica, em Santa Maria da Feira, Oliveira de Azeméis, Espinho e Gaia, estão entre os estabelecimentos assaltados pelo grupo.

Em apenas cinco dias, uma das farmácias foi assaltada duas vezes, os arguidos a apoderarem-se de 7750 euros.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG