O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Sexagenário alemão terá cometido duplo homicídio para não ter vizinhos no Pico

Sexagenário alemão terá cometido duplo homicídio para não ter vizinhos no Pico

Suspeito já tinha agredido outras pessoas que tentaram aproximar-se da sua habitação. Vítimas são dois reformados que queriam comprar terreno e cujos cadáveres continuam por encontrar.

Um sexagenário alemão é o principal suspeito de ter matado dois reformados, na ilha do Pico, nos Açores. Na origem do crime estará o facto de o estrangeiro não desejar ter vizinhos junto à casa que adquiriu, há vários anos, naquela ilha açoreana. A Polícia Judiciária, com o auxílio da PSP, GNR e Polícia Marítima, está ainda a tentar localizar os cadáveres das vítimas, que terão sido ocultados pelo homem que está em prisão preventiva após ter sido detido, no último sábado.

O caso começou no dia 10 deste mês, quando dois residentes na ilha do Pico, de 65 e 74 anos, se deslocaram a um terreno situado na localidade da Madalena. Reformados mas com negócios no setor imobiliário, os homens foram observar um terreno que pretendiam comprar e já não regressaram a casa. O alerta para o seu desaparecimento foi dado no dia seguinte e a Polícia Judiciária rapidamente encontrou vários vestígios que apontavam para a existência de um duplo homicídio, seguido de ocultação dos cadáveres. O carro das vítimas, por exemplo, encontrava-se no mesmo lugar em que tinha sido estacionado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG