Trabalho

Sindicato da PSP mostra "cartão vermelho" ao Orçamento do Estado

Sindicato da PSP mostra "cartão vermelho" ao Orçamento do Estado

SIAP alega que diploma não é "transparente" relativamente a questões como o subsídio de risco e a revisão das tabelas remuneratórias.

O Sindicato Independente de Agentes da Polícia (SIAP) defende que o Orçamento do Estado, aprovado pela Assembleia da República nesta sexta-feira, não é "transparente" no que toca àquelas que têm sido as principais reivindicações dos polícias. Por esse motivo, o sindicato liderado por Carlos Torres não hesita em mostrar, desde já, "um cartão vermelho" ao documento elaborado pelo Governo.

O SIAP "critica e lamenta o facto de o diploma não ser transparente", sobretudo em "questões essenciais para a dignidade e futuro da carreira policial na PSP". "Matérias relacionadas com a atualização dos suplementos, designadamente o suplemento de risco, a revisão das tabelas remuneratórias, as verbas imprescindíveis para garantir a higiene e segurança no trabalho e a pré-aposentação não merecem a cabal atenção de quem nos governa", sustenta o SIAP.

Para esta estrutura sindical, "é chocante esta postura de inércia e de desrespeito do Governo perante os profissionais da PSP" e, neste contexto, o SIAP promete que "vai continuar a sua luta imparável para uma carreira digna e atrativa para os profissionais da PSP".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG