Premium

Sistema prisional sem solução para único preso transexual

Sistema prisional sem solução para único preso transexual

Recluso está a meio de processo para mudar de sexo feminino para masculino. Colocado na cadeia especial de Évora tem medo de ser violado.

Paulo (nome fictício) nasceu Paula e está a meio de um processo físico de mudança de género. Se na vida em sociedade a transição já não seria simples, para esta pessoa, de 27 anos, tudo está mais complexo. É que Paulo está em prisão preventiva. Apesar de já ter uma aparência de homem, foi primeiro colocado numa cadeia de mulheres, seguiu para o Hospital Prisional de Caxias e foi esta semana transferido para Évora, onde só há homens. O problema é que Paulo mantém o órgão genital feminino. Tem receio das discriminações e de ser molestado sexualmente por outros reclusos.

É caso único em Portugal e o JN sabe que a Direção-Geral dos Serviços Prisionais está a tentar manter todas as precauções para preservar o bem-estar e integridade física do recluso.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG