Premium

SMS para deputado levou PJ a suspeitar de Azeredo Lopes

SMS para deputado levou PJ a suspeitar de Azeredo Lopes

As mensagens utilizadas como prova de que ex-ministro da Defesa sabia da encenação de Tancos foram recuperadas em julho. Governante já fora ouvido pela PJ, mas só o MP quis que fosse arguido

As mensagens trocadas a 18 de outubro de 2017 entre o deputado socialista Tiago Barbosa Ribeiro e o então ministro da Defesa José Azeredo Lopes - em que este admite saber que o armamento furtado de Tancos estava para ser recuperado, mas acrescenta que não poderia dizer isso no Parlamento - foram essenciais para a Polícia Judiciária (PJ) sustentar que o ex-governante dera cobertura institucional à encenação.

Até à descoberta das SMS, em julho deste ano, só o Ministério Público (MP) considerava o ex-ministro suspeito. Isto apesar de este ter sido inquirido na PJ duas semanas antes de ser constituído arguido, por decisão exclusiva dos procuradores do MP.

Outros Artigos Recomendados