O Jogo ao Vivo

Exclusivo

Sobrinho gastou 20 milhões do BES Angola num iate, 16 relógios e cinco canetas

Sobrinho gastou 20 milhões do BES Angola num iate, 16 relógios e cinco canetas

Acusação diz que, em meio ano, o banqueiro angolano deixou 2,5 milhões de euros na Boutique dos Relógios. Embarcação de luxo foi registada nas Ilhas Virgens Britânicas e custou 17,5 milhões de euros.

Em menos de um ano, Álvaro Sobrinho gastou mais de 20 milhões de euros num iate, 16 relógios e cinco canetas. Segundo a acusação do Ministério Público (MP), o ex-banqueiro terá usado parte das centenas de milhões de euros desviadas do Banco Espírito Santo de Angola (BESA) para comprar artigos de luxo, incluindo um relógio de 665 mil euros. Por um sumptuoso iate de 35 metros, batizado "Kuikila" ("Acreditar", no idioma quimbundo), pagou 17,5 milhões de euros.

Escolhido por Ricardo Salgado para presidir ao BESA, o angolano Álvaro Sobrinho, hoje com 60 anos, esteve no cargo entre 2001 e 2012. As mais de 800 páginas da acusação do "processo BESA" passam a pente fino os últimos anos do seu mandato e desfiam um novelo de transferências milionárias e aquisições extravagantes. Vai responder por 18 crimes de abuso de confiança e cinco de branqueamento de capitais, todos na forma agravada.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG