O Jogo ao Vivo

Marco Ficini

Sporting apela à proteção do desporto contra comportamentos extremos

Sporting apela à proteção do desporto contra comportamentos extremos

O Sporting Clube de Portugal declara solidariedade para com família de italiano morto por No Name Boy e para com adeptos leoninos e da Fiorentina. Autor do atropelamento mortal foi condenado a quatro anos de prisão.

"No dia da condenação do principal arguido do processo de atropelamento mortal de Marco Ficini, o Sporting Clube de Portugal reafirma que o Desporto é um pilar da sociedade moderna e tem de ser protegido de comportamentos extremos que geram violência e, por vezes, como neste caso, a morte", afirma um comunicado emitido pela direção leonina esta tarde de sexta-feira.

O clube verde e branco acrescenta que "é urgente que as autoridades atuem sobre este fenómeno de modo a evitar tragédias como a que se abateu sobre a família de Marco Ficini. A eles e também a todos os adeptos do Sporting CP e da ACF Fiorentina, declaramos a nossa mais profunda solidariedade".

Recorde-se que Luís PIna, o principal arguido no processo do atropelamento mortal do adepto italiano de futebol Marco Ficini, junto ao Estádio da Luz, em Lisboa, em 2017, foi condenado a quatro anos de prisão efetiva, por homicídio por negligência grosseira.

Os factos remontam à madrugada de 22 de abril de 2017, quando Marco Ficini, que pertencia à claque do clube italiano Fiorentina 'O Club Settebello' e era adepto do Sporting, morreu após um atropelamento e fuga junto ao Estádio da Luz, horas antes de um jogo entre o Sporting e o Benfica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG