Exclusivo

Supremo reduz pena a jovem que sequestrou e agrediu namorada

Supremo reduz pena a jovem que sequestrou e agrediu namorada

PSP teve de resgatar a vítima. Pena desagravada porque juizes consideraram que datas invalidam reincidência.

O Supremo Tribunal de Justiça (STJ) reduziu a pena de um jovem de 22 anos, condenado por violência doméstica agravada e pornografia de menores, de sete anos de prisão para quatro anos e meio, sem suspender a sua execução. Os juízes entendem que, apesar de o arguido ter sido condenado em dois processos por aqueles crimes, cometidos sobre a namorada menor, não houve reincidência.

Os jovens começaram a namorar em fevereiro de 2016. Ela, orfã desde os seis anos e a viver numa instituição, tinha 14 anos e ele 17. Várias vezes a menina fugiu do lar para ir morar com ele. Inicialmente, ia de livre vontade, mas depois passou a ir coagida. Ficava fechada, sem poder contactar e conviver com mais ninguém e era alvo de violência.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG