Pandemia

Surto de covid-19 alarma cadeia de Custóias

Surto de covid-19 alarma cadeia de Custóias

O Estabelecimento Prisional do Porto, situado em Custóias, Matosinhos, está a braços com um surto de covid-19 entre guardas, sendo certo que também alberga mais de 20 reclusos infetados, provenientes de várias cadeias, numa ala dedicada ao efeito.

Em resposta ao JN, a Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (DGRSP) confirmou apenas quatro guardas e dois profissionais de saúde infetados, embora uma fonte prisional tenha informado, durante a manhã desta quinta-feira, que ontem havia seis guardas e dois profissionais de saúde infetados. E indicou ainda que uma enfermeira com sintomas iria ser testada e que cerca de meia centena de funcionários aguardava o resultado dos seus testes.

Ainda por fonte oficial, a DGRSP também afirmou, em referência aos guardas que testaram positivo, que os mesmos terão sido contagiados, "com elevado grau de probabilidade, no contexto das respetivas vidas privadas".

Segundo garante a DGRSP, a cadeia de Custóias alberga oito reclusos com covid-19 - e não os "vinte e tal" contabilizados por fonte da guarda prisional colocada neste estabelecimento -, sendo que os mesmos encontram-se internados numa "zona especificamente destinada a estes casos", concebida pelos seus próprios Serviços Clínicos, cujo "acesso é restrito a profissionais que se encontram equipados com todos os requisitos exigidos pela Direção-Geral de Saúde".

Segundo garantiu, por outro lado, nenhum dos reclusos infetados pertence a Custóias. A já citada fonte prisional desta cadeia diz que entre os infetados estão reclusos oriundos das cadeias de Paços de Ferreira, Vale do Sousa (também no concelho de Paços de Ferreira), Izeda (Bragança) e Leiria - Jovens.

Reunião para ponderar testagem geral

A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais informou ainda que, esta quinta-feira, houve uma reunião no Estabelecimento Prisional do Porto e está a ser ponderada a realização de testes a todos os trabalhadores do Estabelecimento Prisional do Porto.

"Constituindo a prevenção uma das preocupações e áreas de trabalho desta Direção Geral, realizou-se esta manhã uma reunião com o ponto focal da saúde publica para área, estando a equacionar-se uma nova testagem a todos os trabalhadores deste Estabelecimento Prisional", disse, ao JN, acrescentando que, "esta testagem destina-se a identificar possíveis novos casos de doença Covid 19 nos trabalhadores e que possam ser decorrentes de contexto social e/ou profissional."

Outras Notícias