O Jogo ao Vivo

"Operação Combustível"

Técnico oficial de contas na mira do SEF por auxílio à emigração ilegal

Técnico oficial de contas na mira do SEF por auxílio à emigração ilegal

Um técnico oficial de contas foi constituído pelo SEF arguido na zona de Faro por suspeitas de criar empresas de fachada apenas para perpetrar crimes de auxílio à imigração ilegal e falsificação de documentos.

Em comunicado o SEF precisa que a "Operação Combustível", foi desencadeada no início desta semana e "teve origem num processo crime cuja investigação teve por base pedidos de vistos consulares na embaixada de Portugal em Nova Deli que se revelaram suspeitos".

Foram cumpridos quatro mandados de busca, um domiciliário, outro num escritório e dois em viaturas, tendo sido apreendida diversa prova documental, uma arma branca, munições e uma quantia assinalável de dinheiro.

O técnico oficial de contas foi constituído arguidos depois de o SEF ter apurado a existência de várias "empresas fantasma que serviriam apenas de fachada para simulação de relações laborais com cidadãos oriundos do sudeste asiático e da América do sul", precisou o SEF.

O arguido ficou em liberdade, sujeito a termo de identidade e residência.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG