Exclusivo

Técnicos do Estado que foram a manife alvo de processo

Técnicos do Estado que foram a manife alvo de processo

Alguns dos técnicos profissionais de reinserção social que participaram, no mês passado, numa manifestação à porta do Centro Educativo Santo António, no Porto, estão a ser alvo de um processo de averiguações.

A denúncia é do Sindicato dos Técnicos da Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais (SinDGRSP), que classifica a situação como "pidesca" e teme que os trabalhadores venham a ser alvo de um inquérito-crime. Por isso, apresentou uma queixa no Ministério Público. A Direção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais confirma o inquérito, mas garante que este "não se prende com a participação de trabalhadores em manifestações".

A ação de protesto, tal como o JN avançou, ocorreu em 24 de outubro e denunciou a falta de técnicos profissionais de reinserção social que estariam a ser substituídos ilegalmente por vigilantes privados. Dias depois, vários dos manifestantes foram notificados, ao abrigo do artigo 111º (ver ficha) do Código do Processo Penal, para comparecerem na Delegação Norte do Serviço de Auditoria e Inspeção da Direção-Geral.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG