Detido pela PJ

Tenta matar tatuador que se recusou a trabalhar

Tenta matar tatuador que se recusou a trabalhar

Um homem, de 37 anos, que estava em liberdade condicional por crimes violentos, foi detido pela Polícia Judiciária de Évora, em Avis, por tentativa de homicídio. Com uma faca, golpeou a vítima no pescoço por este se ter recusado a tatuar a agressor, que foi esta quarta-feira colocado em prisão preventiva.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, a vítima já tinha feito uma tatuagem no corpo do agressor que se recusou a pagar-lhe o serviço. Em maio do ano passado, o indivíduo quis fazer outra tatuagem e foi ter com a vítima que exigiu ser paga pelo primeiro serviço.

Perto da residência da vítima, o agressor sacou uma faca e atacou a vítima a quem fez um golpe no pescoço.

PUB

"Após uma discussão, o arguido, munido de uma faca, terá desferido um golpe na zona do pescoço da vítima, um homem de 37 anos, provocando uma extensa e profunda lesão", precisa a PJ de Évora. A vítima teve de ser internada e correu risco de vida.

Após o crime, o agressor pôs-se a monte e nunca mais foi visto nos locais habituais onde costumava andar. Porém, recentemente, a PJ soube que o suspeito tinha sido avistado na zona de Ponte de Sôr, onde acabou por ser agora detido.

Pelo que o JN apurou, aquando dos factos, em maio do ano passado, o indivíduo estava em liberdade condicional. Tinha cumprido parte de uma pena de oito anos e meio de prisão por crimes de roubo.

Um juiz de instrução criminal decidiu colocá-lo em prisão preventiva.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG