Porto

Tentou assassinar homem que já baleou há três anos

Tentou assassinar homem que já baleou há três anos

Foi condenado por tentar matar um indivíduo a tiro em 2019 e há poucos dias voltou-se a cruzar com a vítima na Praça dos Poveiros, no Porto, onde o reencontro acabou aos tiros. O agressor, de 22 anos, que estava com a pena suspensa, foi detido pela Polícia Judiciária (PJ) do Porto. O Tribunal colocou-o em prisão domiciliária.

O caso aconteceu a meio da tarde do passado dia 18 de maio. O agressor, que tinha sido condenado a quatro anos e meio, com suspensão de pena, estava sentado numa esplanada.

A vítima, de 25 anos, que estava acompanhada da namorada e de uma amiga, avistou-o. Decidiu ir tirar satisfações. É que na altura do primeiro processo tinha passado mês e meio internado e terá ficado revoltado por o seu agressor ter beneficiado de uma suspensão de pena.

O reencontro terminou em pancadaria. Mas o agressor acabaria por sacar uma pistola. A vítima e as duas mulheres fugiram em direção a um parque de estacionamento situado nas imediações da Praça dos Poveiros. Entretanto, o indivíduo terá disparado vários tiros em direção às vítimas, sem nunca as atingir.

"Só não os atingindo por motivos alheios à sua vontade", adianta a PJ.

Mas o homem armado não demoveu e perseguiu as vítimas no interior no parque de estacionamento. Mas a chegada de várias pessoas levou o homem a desistir.

Entretanto, fugiu mas a investigação da PJ conseguiu localizá-lo e prendê-lo. Responde por tentativa de homicídio e posse de arma ilegal.

PUB

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG