Coronavírus

Terceiro caso de Covid-19 no Tribunal da Maia

Terceiro caso de Covid-19 no Tribunal da Maia

Uma terceira pessoa que trabalha no Tribunal da Maia foi testada positivo ao novo coronavirus. Já na semana passada, uma outra funcionária judicial e uma procuradora do Ministério Público tinham sido infetadas.

É a segunda oficial de justiça a acusar positivo aos testes de Covid-19 no Tribunal da Maia. A mulher recebeu ontem os resultados dos exames efetuados depois de ter apresentados sintomas da doença. "A senhora oficial de justiça encontra-se em isolamento na sua residência", explicou o juiz presidente da comarca do Porto, José Rodrigues da Cunha, em comunicado, enviado esta segunda-feira à tarde para as redações.

"Foi solicitado a todos os contactos próximos identificados pelos serviços da Comarca que permaneçam, de imediato, em situação de isolamento e procedam à monitorização dos sintomas", explica o mesmo comunicado.

Na quarta-feira da semana passada, foi anunciado que uma procuradora da República estava infetada com o novo coronavirus e, dias antes, tinha sido confirmado um caso positivo do novo coronavírus a uma funcionária judicial, com cerca de 60 anos, que estava de baixa desde dia 16 de março. O JN sabe que esta vítima está internada.

A meio da semana passada, o juiz presidente da comarca do Porto, José Rodrigues da Cunha, decidiu encerrar o tribunal da Maia depois de ter sido detetado o caso da funcionária judicial. Num comunicado, criticou a Delegação de Saúde da Maia, por estar sempre incontactável.

As instalações do tribunal foram entretanto alvo de desinfeção por uma empresa especializada.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG