O Jogo ao Vivo

Operação Marquês

"Testemunha ou inspetor?". Advogado de Salgado questiona estatuto de Paulo Silva

"Testemunha ou inspetor?". Advogado de Salgado questiona estatuto de Paulo Silva

Um dos advogados do antigo presidente do Banco Espírito Santo Ricardo Salgado, Francisco Proença de Carvalho, questionou o estatuto de testemunha do inspetor da Autoridade Tributária Paulo Silva, que é esta quinta-feira ouvido na segunda sessão do julgamento do ex-banqueiro.

À entrada para o Juízo Criminal de Lisboa, no Campus da Justiça, Francisco Proença de Carvalho foi confrontado sobre a importância da audição de Paulo Silva, que esteve envolvido na investigação fiscal da maioria dos grandes processos de combate à corrupção nos últimos anos na justiça portuguesa.

"Testemunha ou inspetor? Vamos ter noção do que é o conceito de testemunha. Sei que é indicado como testemunha, mas vamos ver. Não estou preocupado, faz parte do processo ouvirmos todas as testemunhas, o processo ainda está agora a começar e vamos segui-lo", afirmou o advogado, que evitou fazer mais comentários.

Já sobre a nova ausência de Ricardo Salgado no julgamento presidido pelo juiz Francisco Henriques, o outro representante legal do antigo líder do BES, Adriano Squilacce, confirmou que o principal arguido "já manifestou o direito que tinha a manifestar no processo" e que, por isso, "não estará presente".

O antigo presidente do BES foi pronunciado pelo juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, por três crimes de abuso de confiança, em processo conexo e separado da Operação Marquês.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG