Covid-19

Trabalhadores proibidos de sair de casa apanhados nas obras em Grândola

Trabalhadores proibidos de sair de casa apanhados nas obras em Grândola

Dois trabalhadores da área da construção civil alegadamente obrigados a isolamento profilático foram constituídos arguidos depois de terem sido apanhados pela GNR a laborar nas obras, na localidade do Carvalhal, concelho de Grândola.

Os homens, de 39 e 63 anos, terão desrespeitado o confinamento obrigatório decretado pelas autoridades de saúde após terem contactado com uma pessoa infetada com o coronavírus SARS-CoV-2, que provoca a covid-19, precisou ao JN fonte da GNR. Os trabalhadores já teriam, entretanto, realizado um teste, que dera negativo.

Em comunicado, a GNR adianta que se deslocou ao local na sequência de uma "denúncia de que dois indivíduos estariam a laborar na área da construção civil, não estando a cumprir o confinamento obrigatório decretado pela autoridade local de saúde". Os militares constataram, então, que os trabalhadores "efetivamente se encontravam a laborar". Os suspeitos foram, por isso, constituídos arguidos e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Setúbal.

Em causa poderá estar a prática de um crime de desobediência, punível com pena até um ano de prisão ou multa até 120 dias.

"A GNR recorda que ficam em confinamento obrigatório, em estabelecimento de saúde, no respetivo domicílio ou noutro local definido pelas autoridades de saúde todos os doentes com covid-19, os infetados com SARS-Cov-2 e os cidadãos relativamente a quem a autoridade de saúde ou outros profissionais de saúde tenham determinado vigilância ativa", recorda, na nota, a GNR.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG