Aeroporto de Lisboa

Traficante viaja de avião com dois quilos de cocaína presos às pernas

Traficante viaja de avião com dois quilos de cocaína presos às pernas

Um brasileiro, de 24 anos, fez a viagem de avião entre Brasil e Lisboa com dois quilos de cocaína amarrados às pernas. A droga foi descoberta pela Autoridade Tributária e Aduaneira ainda no Aeroporto Humberto Delgado e uma investigação da Polícia Judiciária (PJ) apurou que a cocaína seria vendida por outros dois brasileiros a viver em Portugal. Os três homens foram detidos.

Segundo o JN apurou, o mais jovem dos brasileiros foi recrutado, ainda no Brasil, para fazer o papel de "mula" e traficar a cocaína para Portugal. O rapaz aceitou e embarcou no avião com oito embalagens cheias de droga presas às pernas com fita cola. Apesar de ter recorrido a um método rudimentar, o traficante passou sem problema pelos controlos de segurança do aeroporto brasileiro.

O mesmo já não aconteceu no Aeroporto Humberto Delgado. Aqui, o jovem foi sinalizado pela Autoridade Tributária e Aduaneira que, rapidamente, detetou as embalagens de cocaína presas ao corpo. O caso foi, então, comunicado à PJ que, de imediato, iniciou uma investigação através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes.

PUB

As diligências efetuadas ao longo dos últimos dias permitiram à PJ identificar outros dois brasileiros suspeitos de integrar uma organização dedicada ao tráfico de cocaína. Estes dois traficantes estavam a viver em Portugal e seriam responsáveis por receber a droga transportada desde o Brasil pela "mula". Também teriam a tarefa, suspeitam as autoridades, de inserir a cocaína no circuito comercial.

Todos os suspeitos foram detidos e serão, nesta sexta-feira, levados a tribunal. Só no final do primeiro interrogatório judicial é que saberão a medida de coação a que ficarão sujeitos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG