Exclusivo

Tráfico de haxixe e heroína dispara em ano de pandemia

Tráfico de haxixe e heroína dispara em ano de pandemia

Polícia Judiciária confiscou milhões de euros a traficantes, mas cartéis cada vez mais violentos adaptaram-se a novas exigências do mercado.

As autoridades portuguesas apreenderam, no ano passado, mais de 29 toneladas de haxixe, uma quantidade nove vezes superior à de 2019. E a apreensão de heroína quase duplicou, ultrapassando os 22 quilos. Dados da Polícia Judiciária (PJ) mostram que também foram confiscados 12,5 milhões de euros, em dinheiro vivo, a cartéis com atividade em Portugal. Mas, além de contas bancárias congeladas, os traficantes ficaram sem mais de uma centena de carros, nove barcos e até uma aeronave usados no tráfico.

Os números da realidade nacional acompanham a tendência europeia, que, em ano marcado pela covid-19, foi de aumento do tráfico de estupefacientes. A Europol alerta, aliás, para os lucros cada vez maiores das organizações criminosas internacionais, que não hesitam em recorrer a assassinos contratados e a ataques bombistas para dominar os seus territórios.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG