GNR

Três detidos por violência doméstica nos últimos dias

Três detidos por violência doméstica nos últimos dias

Um homem de 53 anos foi detido, na quarta-feira, por violência doméstica em Amarante. No Sabugal e em Alcobaça, outros dois ficaram em prisão preventiva pelo mesmo crime.

"No âmbito de uma investigação por violência doméstica, a GNR apurou que o suspeito exercia violência psicológica e ameaças de morte contra a vítima, a sua ex-companheira, de 56 anos, por não aceitar o fim do relacionamento, que durou cerca de meio ano", explica um comunicado da Guarda enviada às redações esta sexta-feira.

A mesma nota adianta que "o final da relação motivou um comportamento doentio por parte do agressor para com a ex-companheira, aliado a uma dependência de álcool e ciúmes doentios". O suspeito terá, inclusive, chegado a arrombar a porta da casa da vítima.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, na quinta-feira, no Tribunal de Instrução Criminal de Marco de Canaveses.

Prisão preventiva para dois suspeitos

Nos últimos dias, a GNR deteve mais dois homens pelo mesmo crime. O primeiro é um homem de 57 anos, da freguesia de São Martinho do Porto, em Alcobaça, detido em flagrante a "agredir verbal e psicologicamente a ex-companheira, de 53 anos, ameaçando-a de morte", depois de ter arrombado a porta da residência e danificado objetos pessoais da vítima, com quem teve um relacionamento durante 30 anos. De acordo com nota da GNR, que recebeu uma denúncia para o caso, o suspeito reagiu com ofensas verbais quando abordado pelos militares e resistiu à detenção. O agressor era "reincidente neste tipo de comportamento violento", tendo começado a perseguir a vítima quando esta acabou a relação. Ficou em prisão preventiva depois de ter sido presente ao Tribunal Judicial de Leiria, na quarta-feira.

No mesmo dia, no concelho do Sabugal, em Guarda, um homem de 62 anos foi detido também por violência doméstica. Suspeito de agredir a mulher, de 63 anos, "de forma reiterada e constante", foi-lhe também aplicada a medida de coação de prisão preventiva pelo Tribunal Judicial da Guarda. A GNR apreendeu uma arma de ar comprimido e 30 cartuchos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG