Exclusivo

Três empresas de Braga apanhadas a poluir rios Este e Torto

Três empresas de Braga apanhadas a poluir rios Este e Torto

Em apenas uma semana, três empresas de Braga foram identificadas pela GNR, através do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente, por descargas ou intervenções ilegais no rio Este e no rio Torto. Os autos de contraordenação foram remetidos à Agência Portuguesa do Ambiente e as coimas podem chegar aos 144 mil euros.

Através de ações de fiscalização que decorreram entre 24 e 30 de março, as autoridades detetaram, no rio Torto, "uma descarga de águas residuais". "Foi possível determinar a sua origem, tendo sido elaborado um auto de notícia pelo crime de poluição e os factos remetidos para o Tribunal Judicial de Braga", afirmam.

O JN sabe que o auto em questão foi atribuído à empresa municipal de águas, lixo e saneamento Agere, que refuta o crime ambiental. Segundo o administrador, Rui Morais, "não houve incumprimento dos níveis de descargas" provenientes da ETAR de Frossos, junto ao rio Torto. O responsável atribui a coloração acastanhada da água, no dia da fiscalização, a um "arrastamento de terras devido à limpeza dos tanques".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG