Investigação

Três quilos de droga mortal apreendidos em Lisboa

Três quilos de droga mortal apreendidos em Lisboa

Mefedrona é produzida em laboratório e tem efeitos semelhantes aos do ecstasy e da cocaína. Reino Unido e Irlanda são apenas dois dos países com registos de vítimas mortais devido ao consumo desta droga.

Três homens foram detidos, em Lisboa, na posse de três quilos de mefedrona, uma droga produzida em laboratório que tem efeitos semelhantes ao do ecstasy e à da cocaína. A mesma droga, presente no mercado há alguns anos, mas com uma tendência de consumo crescente, terá sido importada do centro da Europa, onde o seu consumo já provocou várias mortes.

Informação recolhida pela Polícia Judiciária (PJ) deu origem a uma investigação da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes, agora culminada com a detenção dos três traficantes. Com idades entre os 43 e os 49 anos~e a residir na Grande Lisboa, dois deles são empresários luso-brasileiros e o terceiro é um português sem profissão conhecida.

Nenhum deles tem antecedentes criminais, mas a PJ acredita que todos estavam envolvidos no tráfico de mefedrona, embora com diferentes funções. Enquanto um era responsável pela importação da droga de países como a Holanda, Bélgica ou República Checa os restantes revendiam o produto estupefaciente pelo mercado nacional.

Apesar de ter efeitos semelhantes ao ecstasy e à cocaína, causando excitação e uma sensação de bem-estar, a droga não seria traficada unicamente em espaços de diversão noturna e era para ser consumida em locais mais recatados, inclusive no domicílio. De uma ou outra forma, uma coisa é certa: o consumo de mefedrona é considerado perigoso pelas autoridades policiais e de saúde.

No mercado há, pelo menos, cinco anos, esta droga é, segundo a PJ, "apontada como causa de várias mortes ocorridas em diferentes países da União Europeia". Reino Unido e Irlanda são apenas dois dos países com registos de vítimas mortais, mesmo não se conhecendo os efeitos nefastos da mefedrona a longo prazo.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG