Exclusivo

Tribunal absolve PSP que deixou menina sozinha no carro

Tribunal absolve PSP que deixou menina sozinha no carro

Um agente da PSP condenado por abuso de poder em 2018 acabou absolvido após a Relação do Porto ter ordenado a repetição do julgamento.

Para o Tribunal de Matosinhos não houve crime, mas houve negligência. O polícia, com antecedentes criminais por comportamentos violentos, terá de pagar 500 euros ao pai de uma criança que ficou fechada num carro, ao sol, por 30 minutos.

O caso aconteceu na tarde de 15 de outubro de 2016, na Feira de Custóias, em Matosinhos. Horácio Garcez e outro polícia detiveram um homem por protestar contra uma multa de estacionamento. Ao ir para a esquadra, no outro lado da rua, o detido alertou repetidamente que tinha a filha fechada no carro. Porém, como estaria a resistir à detenção, Garcez "não prestou atenção".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG