Exclusivo

Tribunal condena casal por comprar bebé a brasileira

Tribunal condena casal por comprar bebé a brasileira

Enfermeiros portugueses na Suíça escapam à cadeia, por pagar para brasileira carenciada dar à luz em Portugal.

Um casal português comprou, pela Internet, um bebé a uma grávida brasileira, para evitar a demora e a burocracia de um processo de adoção. Casados e enfermeiros na Suíça, os homens também pagaram o parto realizado, em 2018, num hospital privado de Valongo, mas uma rápida investigação da Polícia Judiciária (PJ) permitiu que, esta quarta-feira, estes fossem condenados por tráfico de pessoas e falsificação de documentos. A pena de três anos de prisão fica suspensa, desde que o casal pague 18 mil euros, divididos por mensalidades de 500 euros, à instituição que acolheu o bebé.

Naturais de Trás-os-Montes, os dois homens, hoje com 30 e 33 anos, casaram-se em 2014, na Suíça, onde trabalhavam como enfermeiros. Desde então, o desejo de constituir família foi crescendo, a ponto de não quererem esperar pelo cumprimento dos demorados trâmites de um processo de adoção. A pressa levou-os a consultar, em março de 2018, vários sites relacionados com a adoção de crianças e gravidez. E num deles conheceram uma grávida de 33 semanas, residente no Brasil.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG