Premium

Tribunal condena médica e hospital a pagar 400 mil euros por parto negligente

Tribunal condena médica e hospital a pagar 400 mil euros por parto negligente

O Tribunal Central Administrativo do Norte confirmou a sentença, proferida em 2018, pelo Tribunal Administrativo e Fiscal de Mirandela que condenava a Unidade Local de Saúde do Nordeste, uma obstetra e a sua seguradora, ao pagamento solidário de uma indemnização de 400 mil euros (309 mil euros acrescidos de juros de mora relativos aos oito anos que a ação durou) aos pais de Gonçalo que nasceu, há 17 anos, com paralisia cerebral, porque a médica abandonou o posto de trabalho para ir a casa, ficando com uma incapacidade para toda a vida de 91,5%.

Os três arguidos também vão custear obras de adaptação, na casa da família, às necessidades do adolescente.

Esta foi a consequência da decisão dos juízes, que negaram provimento ao recurso apresentado pela médica, colocando ponto final na batalha judicial por não ser passível de mais recursos.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG