Premium

Triplo homicida, namorada e casal amigo geriam tráfico na cadeia de Coimbra

Triplo homicida, namorada e casal amigo geriam tráfico na cadeia de Coimbra

Relação do Porto confirma 11 anos de prisão para autor do massacre de Vila Fria. Cúmplices também vão ficar presos.

Dois casais foram condenados por traficar heroína na cadeia de Coimbra. Só num mês e meio, o cabecilha lucrou mais de 16 mil euros. Rui Mesquita Amorim, preso desde 1995 por ter morto à facada os tios e o primo, no caso que ficou conhecido como o massacre de Vila Fria, Viana do Castelo, foi condenado a 11 anos de prisão e a pagar cinco mil euros ao Estado, confirmou agora o Tribunal da Relação do Porto. A namorada do líder e outro recluso apanharam sete anos, e a mulher desde último terá de cumprir cinco anos e quatro meses de prisão.

O esquema começou a ganhar forma em 2017. Numa saída precária, Rui, hoje com 48 anos, procurou Fernando Borges, "Trico", que conhecera na cadeia, e comprou-lhe grande quantidade de heroína. Depois, recorreu à namorada, natural do Porto, e a outro casal para introduzir a droga na cadeia. Assim, o líder nunca estaria ligado diretamente ao negócio de compra e venda na prisão.

Outras Notícias