Premium

Ucraniano torturado pelo SEF uma hora até morrer

Ucraniano torturado pelo SEF uma hora até morrer

PJ prende três inspetores suspeitos de agressão que causou morte de ucraniano no Aeroporto de Lisboa. Vítima simulou ataque epilético para evitar expulsão.

O cidadão ucraniano, de 40 anos, que morreu nas instalações do Serviços de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), no Aeroporto de Lisboa, terá sido torturado durante uma hora por três elementos daquela polícia, detidos na segunda-feira pela Polícia Judiciária (PJ). A vítima terá sido espancada até à morte por ter tido atitude provocatória para com o trio de inspetores, de 42, 43 e 47 anos. Também simulou uma doença, na tentativa de evitar a expulsão do território nacional. Os diretores do SEF, colocados no aeroporto, já foram demitidos.

Outras Notícias