Justiça

Veiga deve nove milhões ao fisco e quis comprar banco

Veiga deve nove milhões ao fisco e quis comprar banco

Evidencia sinais exteriores de riqueza, apresentando-se como investidor e intermediário em negócios milionários que cruzam Portugal, África e o Brasil, mas, no nosso país, não tem bens no seu nome e deve ao Fisco cerca de nove milhões de euros.

Este contraste caracteriza a situação de José Veiga, ex-agente de futebolistas, atualmente empresário de "sucesso" na República do Congo e anteontem detido pela Polícia Judiciária (PJ) por suspeitas de crimes de corrupção no comércio internacional, branqueamento de capitais, tráfico de influências, participação económica em negócio e fraude fiscal. Foi ontem levado à presença do juiz Carlos Alexandre, a par de Paulo Santana Lopes e de uma advogada.

Leia mais na versão e-paper ou na edição impressa