Acusação

Vende quatro bebés e diz que morreram

Vende quatro bebés e diz que morreram

Vendeu quatro bebés a casais homossexuais ou inférteis por um total de 104 mil euros, mas quando as amigas que a tinham visto grávida lhe perguntavam pelos filhos dizia que tinham morrido, de problemas cardíacos. Daniella Neto, 42 anos, e Jaime Moreira, 46, o pai biológico e cúmplice na venda dos bebés, foram recentemente acusados de tráfico de seres humanos pelo Ministério Público do Porto.

A mulher, uma cozinheira de nacionalidade brasileira, tinha um relacionamento extraconjugal com Jaime, um pedreiro que era casado. Ela vivia na cidade do Porto e ele em Vila do Conde. Daniella já tinha três filhos, um deles de Jaime, quando ambos decidiram conceber bebés para os vender.

De acordo com a acusação, foi através de anúncios em redes sociais que Daniella encontrou os compradores. Adotando o nome de Vanessa e alegando não poder enfrentar os encargos financeiros do nascimento e educação de uma criança, conheceu Vítor e José, um casal homossexual, residente na Suíça. Em agosto de 2011, acordou que engravidaria de Jaime para lhes entregar o recém-nascido, por 21 500 euros a pagar em 13 prestações.

Ler mais na edição impressa ou na versão e-paper

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG