Cartão Vermelho

Vieira já não vai ser ouvido pelo juiz Carlos Alexandre esta quinta-feira

Vieira já não vai ser ouvido pelo juiz Carlos Alexandre esta quinta-feira

O empresário e presidente do Benfica Luís Filipe Vieira chegou esta quinta-feira às 14.30 horas ao Tribunal Central de Instrução Criminal, mas já não vai ser ouvido hoje pelo juiz Carlos Alexandre.

Segundo a TSF, o presidente do Benfica vai voltar para as instalações da PSP em Moscavide, onde passou a noite, depois de ter sido detido esta quarta-feira.

Luís Filipe Vieira e os outros três arguidos saíram às 14.14 horas do Comando Metropolitano da PSP de Lisboa, onde pernoitaram, em direção ao tribunal de instrução criminal, numa operação marcada por um forte aparato policial.

A rua acabou mesmo por ser cortada pelas autoridades para facilitar a entrada das viaturas no tribunal.

Luís Filipe Vieira foi um dos quatro detidos na quarta-feira numa investigação que envolve negócios e financiamentos superiores a 100 milhões de euros, com prejuízos para o Estado e algumas sociedades.

Segundo o Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) estão em causa factos suscetíveis de configurar "crimes de abuso de confiança, burla qualificada, falsificação, fraude fiscal e branqueamento de capitais".

PUB

Para esta investigação foram cumpridos cerca de 45 mandados de busca a sociedades, residências, escritórios de advogados e uma instituição bancária em Lisboa, Torres Vedras e Braga. Um dos locais onde decorreram buscas foi a SAD do Benfica que, em comunicado, adiantou que não foi constituída arguida.

Sem os identificar, o DCIAP informou que foram detidos um dirigente desportivo, dois empresários e um agente do futebol, que passaram a noite no Comando Metropolitano da PSP de Lisboa.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG