Exclusivo

Vieira suspeito de desviar dinheiro em negócios do Benfica

Vieira suspeito de desviar dinheiro em negócios do Benfica

Líder do Benfica e filho, Bruno Macedo e José Santos detidos por crimes em negócios de 100 milhões. Autoridades investigam suspeitas sobre a inflação de comissões para desviar dinheiro do clube.

As detenções de Luís Filipe Vieira e do seu sócio José António dos Santos, conhecido como o "Rei dos Frangos", assim como de Tiago Vieira, filho do líder encarnado, e do empresário de futebol que tratou do regresso de Jorge Jesus à Luz, Bruno Macedo, foram precipitadas para quarta-feira porque as autoridades acreditavam que Vieira estaria a par de uma detenção iminente. E estaria a concertar versões de defesa com o "Rei dos Frangos" para se proteger de uma investida do Ministério Público (MP) sobre os negócios da OPA ao Benfica, das dívidas ao Novo Banco, mas também sobre transferências de jogadores que, através de avultadas comissões fictícias envolvendo Macedo, terão permitido a Vieira desviar dinheiro do Benfica. Ao todo, os negócios totalizam mais de 100 milhões de euros e terão lesado tanto o Estado, através do Fundo de Resolução, como outras sociedades, entre elas a Benfica SAD.

Os quatro detidos passaram a noite em celas da PSP de Lisboa e vão hoje ser interrogados pelo juiz Carlos Alexandre, por suspeitas de abuso de confiança, burla, falsificação, fraude fiscal e branqueamento, alegadamente praticados desde 2014 até hoje. O Benfica não foi constituído arguido e será considerado vítima.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG