Polícia Marítima

Vinte migrantes desembarcam em Faro e fogem pelo areal

Vinte migrantes desembarcam em Faro e fogem pelo areal

As autoridades estão à procura de duas dezenas de migrantes que desembarcaram na Ilha Deserta, em Faro, ao início da tarde desta terça-feira.

De acordo com informações recolhidas pelo JN, os cerca de 20 migrantes foram vistos a desembarcar e a fugir pelo areal.

Depois de ter sido alertada, a Polícia Marítima acionou todos os mecanismos para capturar os indivíduos, cuja nacionalidade ainda é desconhecida. Admite-se no entanto que sejam de origem marroquina, tal como os outros grupos de migrantes que têm vindo a ser detetados na mesma zona.

Nos últimos oito meses, foram intercetados a desembarcar ilegalmente no Algarve cerca de 70 migrantes provenientes do norte de África. O Algarve tem sido procurado por migrantes ilegais como porta de entrada para a Europa, tendência que se tem acentuado no últimos meses.

Em dezembro de 2019, no primeiro desembarque registado nos últimos meses, chegou à costa algarvia um grupo de oito migrantes e, em janeiro deste ano, 11 cidadãos marroquinos foram detetados ao largo da Ilha de Armona, no concelho de Olhão. A 6 de junho, foram detetados sete migrantes ao largo de Olhão. E, no dia 15 do mesmo mês, uma embarcação com 22 homens foi intercetada quando os tripulantes se preparavam para desembarcar na Praia de Vale do Lobo, em Quarteira. A 21 de julho foram 21.

Outras Notícias