Exclusivo

Viola companheira por não ter comida na mesa e filma tudo 

Viola companheira por não ter comida na mesa e filma tudo 

Mulher viveu dois anos de terror devido a agressões. Agressor queria que se prostituísse para poder pagar arranjo do carro.

Um cadastrado filmou-se a violar a companheira, apenas porque esta não tinha o pequeno-almoço na mesa quando chegou a casa, às 6.30 horas. Empunhando uma faca e com duas crianças na residência, ainda ameaçou publicar o vídeo nas redes sociais. Este foi apenas um dos episódios de grande violência ocorridos ao longo de quase dois anos. Noutro, a mulher foi levada até a uma mata conotada com a prática de prostituição, de onde só saiu depois de prometer entregar ao agressor o dinheiro de um subsídio social que tinha a receber.

As cenas de violência ocorreram entre 2017 e 2019, em Lousada, e, já este ano, o indivíduo foi condenado a sete anos de prisão pelos crimes de violação e violência doméstica. Ficou ainda obrigado a pagar 15 mil euros à vítima e aguarda em liberdade a decisão do recurso apresentado no Tribunal da Relação do Porto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG