Exclusivo

Vítima de incêndio em coletividade: "Vivo às custas da minha mulher, filhas e sogra"

Vítima de incêndio em coletividade: "Vivo às custas da minha mulher, filhas e sogra"

Vítima de fogo que matou 11 e feriu 38 em coletividade, faz, esta quinta-feira, quatro anos, fez descontos durante 30 anos e, agora que precisa, sente-se "abandonado".

José Luís Lopes, vítima do fogo que feriu 38 e matou 11 há quatro anos, na Associação de Vila Nova da Rainha, em Tondela, não tem qualquer apoio da Segurança Social (SS) há quase um ano, mesmo impossibilitado de trabalhar.

Este homem, de 59 anos, queimou-se na cabeça, pernas e mãos, perdeu quatro dedos numa mão e um na outra, foi operado quatro vezes, esteve dois meses internado, ficou de baixa três anos. Em fevereiro de 2021, começou a receber a pensão de invalidez provisória, de 211 euros, mas cortaram-lha um mês depois.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG