O bastonário da Ordem dos Engenheiros, Carlos Matias Ramos, criticou, esta sexta-feira, a demora para resolver as dificuldades de reconhecimento de engenheiros civis portugueses no Brasil. No 4.º Congresso Ibero-Americano de Engenharia Civil, que se realizou, esta sexta-feira, no Palácio da Bolsa, no Porto, discutiu-se o atraso, por parte das autoridades brasileiras, de concretizar o acordo assinado pelos dois países em 2011.

Emigração

Engenheiros civis lamentam atrasos de reconhecimento no Brasil

Engenheiros civis lamentam atrasos de reconhecimento no Brasil

ver mais vídeos