Conferências de Gaia

Portugal e Espanha juntam-se para promover Caminhos de Santiago

Portugal e Espanha juntam-se para promover Caminhos de Santiago

Os responsáveis pela área do turismo português e espanhol estão em negociações para avançar com a promoção conjunta dos Caminhos de Fátima e de Santiago de Compostela nos mercados considerados estratégicos para os dois países, como os Estados Unidos da América e as nações chamadas de economias emergentes, assegurou ao JN fonte da Secretaria de Estado do Turismo.

Este será o passo natural para potenciar os percursos pedestres, sobretudo as rotas em direção ao Santuário de Fátima, que têm vindo a ser traçadas e sinalizadas por várias entidades e com critérios diferentes, e que o Turismo de Portugal decidiu juntar num projeto conjunto, em maio último, ao assinar um protocolo de colaboração com o Centro Nacional de Cultura (CNC) e Associação dos Caminhos de Fátima (ACF), constituída por 14 municípios. A Associação dos Amigos dos Caminhos de Fátima (AACF) não integrou o acordo, mas a secretária de Estado do Turismo, Ana Godinho, garantiu que também seria chamada a participar no plano.

O objetivo é criar linhas de atuação comuns a nível nacional, sobretudo na gestão, marcação e dinamização dos Caminhos de Fátima, mas também no futuro Caminho do Centenário, entre Gaia e a Cova da Iria, cujo projeto está a ser desenvolvido pela ACF, com recurso a fundos comunitários.

Ao abrigo deste acordo, o Turismo de Portugal pretende estimular a criação de uma rede de serviços turístico-culturais, com empreendimentos, atividades turísticas e unidades de restauração, nos diversos caminhos, para reforçar o apoio aos peregrinos e permitir que estes "caminhem em segurança, desfrutando da natureza e dos bens patrimoniais e culturais aí existentes".

Está ainda previsto o lançamento de uma plataforma online de informação, disponível em sete idiomas, e ainda um projeto de digitalização dos caminhos existentes ou a desenvolver, com funcionalidades de georreferenciação.

A assinatura do protocolo, de resto, terá surgido com a intenção de pôr um pouco de ordem na gestão dos Caminhos de Fátima e ultrapassar as divergências entre a AACF e o CNC neste domínio, e que vieram à tona em vésperas da peregrinação comemorativa do Centenário das Aparições.

Conferências de Gaia

ver mais vídeos