Conteúdo Patrocinado

Freguesia de Campo celebra o Dia Municipal da Proteção Civil

Freguesia de Campo celebra o Dia Municipal da Proteção Civil
Produzido por:
Brand Story

A autarquia de Valongo assinala, durante o dia de hoje e o de amanhã, o Dia Municipal da Proteção Civil, no Centro Cívico de Campo. A iniciativa visa dar a conhecer à comunidade, especialmente às crianças, o trabalho desenvolvido por esta entidade e a importância de saber o que fazer e a quem recorrer, em caso de emergência.

Pelo quarto ano consecutivo o concelho de Valongo comemora o Dia Municipal da Proteção Civil. Depois de percorrer as freguesias de Valongo, Ermesinde e Alfena, foi a vez de levar os meios até Campo para ações de demonstração daquilo que esta entidade e as instituições parceiras fazem para proteger os cidadãos nas mais diversas situações, assim como os meios que têm ao dispor e como são acionados.

E foram centenas as crianças dos agrupamentos de escolas do concelho que puderam ver em ação as equipas cinotécnicas da GNR, da PSP ou dos bombeiros voluntários de Valongo e de Ermesinde, conhecer instituições que participam no combate a incêndios (AFOCELCA), associações florestais (Portucalea), instituições de saúde locais e regionais, assim como experimentar a escalada uma parede com a ajuda do Exército, ou admirar as muitas viaturas de socorro, algumas delas, peças de museu. Mas, principalmente, ver a importância que todas estas entidades têm na vida quotidiana dos portugueses.

"Todos os anos comemoramos a importância da Proteção Civil para a vida em comunidade. Juntamos os vários atores ligados à Proteção Civil, desde os bombeiros, às forças da autoridade, aos hospitais, ao INEM, à AFOCELCA, ligado à floresta e produtores florestais, e inúmeros outros parceiros e as escolas, para dizer algo muito simples: a Proteção Civil somos todos nós", refere José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara Municipal, avançando: "E temos de estar preparados para, no caso de uma necessidade ou eventualidade, sabermos responder a uma situação de proteção civil. Este é o intuito desta iniciativa que tem sido um sucesso todos os anos".

Como responsável máximo pela Proteção Civil no concelho, para além de celebrar este dia junto da população, o autarca tem promovido várias iniciativas e ações de sensibilização nas escolas, bem como cursos de suporte básico de vida e simulacros, entre outros.

Por seu lado, Delfim Cruz, coordenador municipal da Proteção Civil de Valongo, salienta a relevância de ações como esta. "São extremamente importantes, não só em termos de divulgação dos meios que existem, mas também por permitirem à população em geral e às crianças, em particular, interagir com estas instituições, tomar conhecimento do que existe e quais as capacidades que cada uma delas, que concorrem para a proteção de todos", frisa o coordenador, anotando que "a Proteção Civil funciona todo o ano, 24 horas por dia, 365 dias por ano".

"No âmbito da Proteção Civil, os incêndios florestais representam uma pequena parte da atividade dos Bombeiros, mas é uma situação que tem um forte impacto no verão. Muitas vezes estão a terminar os temporais e estão a começar os incêndios, ou estão a terminar incêndios e a chuva a começar a cair, o que vai provocar inundações. Por isso, a nossa ação tem de ser todo o ano e a todo o momento", refere, ainda, Delfim Cruz.

Para o coordenador municipal da Proteção Civil, os simulacros que promovem ao longo do ano, "são uma demonstração das capacidades dos corpos de bombeiros e dos meios existentes para que as pessoas possam sentir confiança e segurança ao verem a forma como se trabalha e o quão capazes são para os socorrer nos momentos mais difíceis".