Conteúdo Patrocinado

Valongo promove Semana Europeia da Democracia Local

Valongo promove Semana Europeia da Democracia Local
Produzido por:
Brand Story

A Câmara Municipal de Valongo está a organizar, pelo sétimo ano consecutivo, a Semana Europeia da Democracia Local, promovendo ao longo de 15 dias, uma variedade de iniciativas que envolvem a comunidade, de forma gratuita e abertas ao público.

A Semana Europeia da Democracia Local (SEDL) é uma ação pan-europeia anual, desenvolvida pelo Conselho da Europa como tributo à Carta Europeia da Autonomia Local, assinada a 15 de outubro de 1985, e tem por missão estimular autoridades locais e regionais dos 47 Estados Membros a organizarem eventos públicos, de forma gratuita e abertas ao público em geral, de forma a levar as comunidades a conhecerem melhor as políticas locais, a incentivar os representantes eleitos a aprofundar o diálogo com os cidadãos e a reforçar a democracia local e o respeito pelos direitos humanos na Europa.

A SEDL começou a 14 de outubro com a inauguração da exposição "Rostos do Orçamento Participativo Jovem de Valongo" e o Encontro Nacional da Juventude, bem como com a primeira sessão de "Como ser um Youtuber de Sucesso", prosseguindo com as mais diversas atividades, como debates, aulas de meditação, formações, teatro, caminhadas, cursos, entre outros e culmina dia 30 de outubro, com o lançamento do sétimo OPJV e a inauguração do projeto OPJV "Laboratório de Aprendizagem".

O ponto alto foi a terceira conferência internacional "Caminhos a Seguir", que decorreu na passada terça-feira à tarde, no Fórum Cultural de Ermesinde e que contou com a presença de Bryony Rudkin, membro da delegação do Reino Unido ao Congresso e porta-voz da Semana Europeia da Democracia Local; Carles Augusti, diretor de Inovação e Dados Abertos da Cidade de Barcelona; Ricardo Costa, vereador da Câmara Municipal de Guimarães, responsável pelo Departamento de Finanças, Património, Desenvolvimento Económico, Modernização Administrativa e Qualidade, Sistemas de Informação, Sistemas Inteligentes, Atendimento e Apoio ao Munícipe, Fiscalização, Contraordenações, Polícia Municipal e Desporto; Doreen Grove, responsável pela participação do governo escocês no Open Government Partnership; Adrià Duarte, coordenador do Secretariado Técnico do Observatório Internacional da Democracia Participativa; Orlando Rodrigues, vereador da Câmara Municipal de Valongo, responsável pela Educação, Empreendedorismo Social e Juventude; Sérgio Gonçalves, adjunto do chefe de divisão da Comunicação, Eventos e Relações Externas da Câmara Municipal da Mealhada; Pedro Oliveira Brás, presidente da União das Freguesias de Massamá e Monte Abraão, responsável pela Gestão Global, Cidadania, Proteção Civil, Segurança, Atividades Económicas, Intervenção Social e Associativismo; e de Yves Cabannes, professor emérito de Planeamento do Desenvolvimento na Universidade de Londres.

José Manuel Ribeiro, presidente da autarquia valonguense abriu a conferência e, com uma plateia essencialmente composta por alunos das escolas do concelho, aproveitou para salientar "a importância do poder dos jovens na democracia participativa". "Em Portugal temos essa dimensão do aprofundamento da democracia participativa logo no artigo 2.º da Constituição da República, seja através dos Orçamentos Participativos, seja de outros mecanismos, que no fundo reconhecem ou vêm reconhecer a importância do cidadão, individual ou coletivo, na construção de um caminho comum diferente, com mais direitos, com outro tipo de impacto, com outras preocupações", refere o autarca.

Por seu lado, o francês Yves Cabannes, que, para além de ser professor universitário, trabalha no Fundo Mundial de Desenvolvimento das Cidades, alerta para a necessidade de se criarem pontes entre adultos e jovens para diminuir a clivagem geracional. "Hoje em dia, com a transformação das sociedades, desde as redes sociais, os Instagrams, entre outros, temos de dar um salto para os adultos poderem estar perto da juventude e poderem entender o que ela quer, isso é um exercício de democracia. Democracia é dar voz", anota o docente, continuando: "A minha experiência, pelo menos nos últimos 20 anos é a de que sempre que estão envolvidos em iniciativas de orçamentos participativos, atividades culturais, desenvolvimento de praças públicas, cultivo de alimentos nas escolas, os jovens adoram isto. E adoram porque faz parte da sua vida. O que acontece muitas vezes é que não reparamos que esse exercício de democracia não é só para os jovens, mas quando pensamos que ele pode ser pelos jovens como protagonistas quem se transforma somos nós. Não é um processo dos adultos para os jovens é também dos jovens para nos educarem para sermos capazes de entender melhor a juventude. Se não a entendermos, ela não vai estar capaz de ter a responsabilidade social que poderia ter".

"Hoje em dia, há uma luta entre ser indivíduo ou ser cidadão e uma das coisas mais lindas nas experiências de democracia participativa - e foi em Valongo que ouvi esse depoimento - foi que os jovens nunca são egoístas nas suas propostas, pensam muito para o grupo. E o grupo o que é? É passar os desejos individuais para os desejos como cidadão, pensando que o meu bem passa pelo bem dos outros também. E isso é uma grande lição que os jovens nos estão a dar com os seus projetos coletivos", salienta Yves Cabannes, frisando que "não se tratam de projetos com os jovens, mas com a comunidade educadora".

E finaliza: "O conjunto dos atores no sistema de educação, que vão ser os pais, os funcionários, os professores, os administrativos e o pessoal do Governo. Essa comunidade educadora, a meu ver, tem de ser envolvida no processo de participação com os jovens. É uma nova forma de governação democrática a partir desses atores, que pode ser construída através da arte, das escolas, do orçamento participativo, de cultivar nas escolas o não desperdício dos alimentos, de cultivar hortas escolares. Há várias modalidades para consolidar uma democracia diferente, com o jovem como protagonista e novos modelos de governação multiatorais: pais, professores, funcionários, pessoas responsáveis pelos transportes e jovens, para poderem decidir projetos de futuro".

Programa

Hoje (Quarta)
09.00 horas - Curso Língua Gestual Portuguesa (Salão Nobre da Câmara Municipal de Valongo)
10.20 horas - Curso Breve de Cidadania Local (Escola Secundária de Campo)
17.00 horas - Sessão Esclarecimento sobre Associativismo nas Escolas (Escola Secundária de Campo)
21.30 horas - Conselho Municipal da Juventude (Sala da Lareira, Vila Beatriz/Ermesinde) e Lançamento das Curtas de Telemóvel

Quinta-feira (24/10)
08.30 horas - Inspiring Future - Workshop "Freshbiz" (E. B. D. António Ferreira Gomes)
09.00 horas - Curso Língua Gestual Portuguesa (Salão Nobre da Câmara Municipal de Valongo)
14.30 horas - A compra de bens e serviços de consumo pela Internet, as garantias dos consumidores e os meios de resolução alternativos de litígios (Fórum Cultural de Ermesinde)
16.00 horas - Aulas de Meditação para Adultos (Sala da Lareira, Vila Beatriz/Ermesinde)
16.15 horas - Projeto ME (Colégio de Ermesinde)
18.00 horas - Aulas de Meditação para Crianças (Sala da Lareira, Vila Beatriz/Ermesinde)

Sexta-feira (25/10)
09.00 horas - Curso Língua Gestual Portuguesa (Salão Nobre da Câmara Municipal de Valongo)
09.30 horas - Inspiring Future - Workshop Procura de Emprego (CENFIM)
11.00 horas - "Eleições dos Pequenos Grandes" (Escola Mirante dos Sonhos)
14.00 horas - Inauguração do Projeto OPJV "Partilha de Histórias de Campo" (Escola Secundária de Campo)

Sábado, dia 26
10.00 horas - Ioga (Vila Beatriz/Ermesinde)

Segunda-feira (28/10)
10.00 horas - Juventude Fora de Portas (Município de Águeda)
10.05 horas - Jogo da Europa (Escola Secundária de Valongo)

Terça-feira (29/10)
10.00 horas - Jogo da Europa (Escola Básica de Sobrado)
11.00 horas - Festa Resultante da "Eleições Pequenos Grandes" (Escola Mirante de Sonhos)
16.00 horas - Juventude Fora de Portas (Instituto Português do Desporto e Juventude)

Quarta-feira (30/10)
10.20 horas - Jogo da Europa (Escola Básica Vallis Longus)
14.00 horas - Lançamento 7.º OPJV e Inauguração Projeto OPJV "Laboratório de Aprendizagem", (Escola Secundária de Campo)