Exclusivo

São Jorge registou mais de 1800 sismos em três dias

São Jorge registou mais de 1800 sismos em três dias

É a maior crise sismovulcânica da ilha açoreana desde que há registos, há 35 anos. Hipótese de erupção não está descartada.

Vir a acontecer em São Jorge, nos Açores, o que se registou na ilha espanhola La Palma, em setembro do ano passado, com a erupção do vulcão Cumbre Vieja, é uma hipótese que não está descartada. Aliás, neste momento, especialistas e Proteção Civil têm todos os cenários em cima da mesa. É que, desde sábado, às 16.05 horas, até ontem, o Centro de Informação e Vigilância Sismovulcânica dos Açores (CIVISA) analisou mais de 1800 sismos, 94 dos quais sentidos. Está em curso, por isso, aquilo que é apelidado de crise sismovulcânica.

Rui Marques, presidente do CIVISA, adiantou ao JN que a atividade sísmica registada está "muito acima daquilo que é o normal para este sistema vulcânico fissural [das Manadas]" e que "pode ocorrer um sismo de maior magnitude, que provoque danos". Principalmente porque os epicentros têm sido registados perto da localidade de Velas, na zona sul da ilha. "Por outro lado, pode evoluir para aquilo que é uma erupção vulcânica", explicou o especialista, referindo que se trata de um sistema vulcânico ativo, que teve erupções em 1580 e em 1808.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG