Covid-19

"Desvantagem" dos Açores na vacinação está a ser corrigida, diz Gouveia e Melo

"Desvantagem" dos Açores na vacinação está a ser corrigida, diz Gouveia e Melo

O coordenador do Plano de Vacinação contra a covid-19, Gouveia e Melo, admitiu esta sexta-feira que os Açores têm "alguma desvantagem" no processo de vacinação, em termos comparativos com o continente, uma situação que está agora a ser corrigida.

"Nós fazemos uma distribuição percentualmente equitativa. No entanto, na primeira fase do processo de vacinação estávamos a vacinar pessoas acima dos 60 anos e, de facto, aconteceram algumas distorções, porque a distribuição etária da população no território nacional não é uniforme. Nós agora estamos a corrigir esta distribuição. [...] Os Açores têm alguma desvantagem em termos percentuais relativamente ao continente, portanto nós estamos a fazer essa correção", declarou o vice-almirante Gouveia e Melo aos jornalistas, em Ponta Delgada.

O coordenador do Plano de Vacinação está nos Açores para acompanhar a equipa militar, com nove elementos, que se desloca à região para vacinar nas ilhas sem hospital a totalidade da população, com a primeira dose, até 20 de junho (das nove ilhas, três têm hospital: São Miguel, Terceira e Faial).

Gouveia e Melo declarou que se está no terreno para "fazer o reforço que for necessário, especialmente por ser uma região ultraperiférica, onde há ilhas com algum isolamento e em que os cuidados de saúde não são de nível 1, não havendo hospitais".

Na quarta-feira, o presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, anunciou que o arquipélago terá "uma majoração de vacinas para garantir a inoculação nas ilhas sem hospital", que será também acompanhada pelo apoio de "uma equipa nova de militares: seis enfermeiros, dois médicos e um farmacêutico".

José Manuel Bolieiro adiantou que esta é uma majoração concedida pelo Governo da República, que disponibilizará cerca de 30 mil doses da vacina da Pfizer contra a covid-19.

Assim, e tendo a ilha do Corvo já atingido a imunidade à doença causada pelo novo coronavírus em março, as 15 mil doses que chegam à região nesta semana serão distribuídas pelas ilhas de Santa Maria, Graciosa, Pico, São Jorge e Flores.

PUB

Desde 31 de dezembro de 2020 e até 28 de maio, foram administradas nos Açores 126.130 doses de vacina contra a covid-19, correspondentes a 79.832 pessoas com 16 ou mais anos com a primeira dose e 46.298 pessoas com ambas as doses, no âmbito do Plano Regional de Vacinação.

A pandemia de covid-19 provocou pelo menos 3.693.717 mortos no mundo, resultantes de mais de 171,5 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG