Chuva forte

Proteção Civil dos Açores alerta para agravamento do estado do tempo

Proteção Civil dos Açores alerta para agravamento do estado do tempo

A Proteção Civil dos Açores alertou este domingo para um agravamento do estado do tempo nas ilhas dos grupos Ocidental e Central, a partir de segunda-feira, devido a "uma vasta região depressionária centrada a norte da região".

Segundo um comunicado do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), que cita o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), "uma vasta região depressionária centrada a norte dos Açores irá provocar um agravamento do estado do tempo no arquipélago, especialmente nas ilhas dos Grupos Ocidental e Central", com previsões de agitação marítima e chuva por vezes forte, que pode ser acompanhada de trovoada.

Assim, as ilhas do grupo Ocidental (Flores e Corvo) vão estar sob aviso amarelo entre as 12 horas locais (13 horas em Portugal continental) de segunda-feira e as 00.00 horas de terça-feira, por causa das previsões de agitação marítima, com ondas de norte.

O IPMA emitiu também aviso amarelo para as ilhas do grupo Central (Terceira, São Jorge, Pico, Graciosa e Faial), tendo em conta as previsões de precipitação por vezes forte, podendo ser acompanhada de trovoada, entre as 00.00 horas de segunda-feira e as 00.00 horas de terça-feira.

O aviso amarelo é emitido pelo IPMA quando existe uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

O SRPCBA recomenda que sejam tomadas medidas de autoproteção como a manutenção da limpeza dos sistemas de drenagem e os adjacentes às residências, e pede à população que não circule sem necessidade, porque "pode atrapalhar a circulação das forças de segurança ou cair em buracos ocultados por lençóis de água".

"Em locais não pavimentados, as águas podem causar erosão dos solos, levando à queda de muros, taludes, postes, entre outros", alerta a Proteção Civil dos Açores, que recomenda o reforço das amarrações das embarcações ou a mudança dos barcos para local seguro.

O SRPCBA diz ainda que é preciso ter "especial cuidado na circulação junto da orla costeira e zonas ribeirinhas", recomendando à população para se "afastar de áreas baixas junto à costa".

É ainda desaconselhada a prática de atividades relacionadas com o mar, nomeadamente pesca desportiva, desportos náuticos ou passeios à beira mar.

Outras Notícias