46.º edição

Aveiro quer que Feira do Livro seja evento de referência

JN/Agências

Feira do Livro de Aveiro decorre na envolvente do edifício ATLAS

Foto Fernando Fontes/global Imagens

A Feira de Livro de Aveiro, que abre na sexta-feira e decorre até 5 de junho, vai pôr os leitores à conversa com os autores, numa programação que pretende transformá-la num "evento literário de referência nacional".

"Com um programa constituído por lançamentos de livros, conversas com escritores, tertúlias e dias temáticos, a Câmara Municipal procura realizar um evento literário de referência nacional, na região de Aveiro", refere uma nota de imprensa divulgada esta terça-feira pela autarquia.

Organizada pela Câmara Municipal de Aveiro, a 46.ª edição da Feira do Livro de Aveiro decorre novamente ao ar livre, na envolvente do edifício ATLAS Aveiro (Biblioteca Municipal).

Durante a feira o público vai poder encontrar algumas das últimas novidades da literatura e o "Livro do Dia", bem como o "Espaço Autores", para poder conversar com os escritores favoritos ou descobrir novos talentos literários.

O certame recebe no primeiro dia a escritora moçambicana Paulina Chiziane, sucedendo no programa vários "Dias" temáticos, com a presença de diversos autores nacionais, destacando-se o Dia da Poesia, o Dia do Autor Aveirense, o Dia do Livro Infantil e o Dia da Saúde e da Alimentação, completados por momentos de teatro e musicais.

Entre escritores e cantores, vão passar pela Feira do Livro de Aveiro nomes como José Pacheco Pereira e José Milhazes, Mafalda Veiga, Rosa Alice Branco e Carlos Vaz Marques, Mia Couto, Rita redshoes, M G Ferrey e Nuno Nepomuceno, Pedro on the Road e Rafael Polónia, Rodrigo Guedes de Carvalho, Luís Represas, Luísa Castel-Branco e Margarida Rebelo Pinto.

A Feira do Livro 2022 reúne os livreiros aveirenses, representando as principais editoras nacionais, e estará aberta de segunda a quinta-feira, das 15 às 20 horas, sextas-feiras das 15 às 23 horas, sábados das 10 às 23 e domingos das 10 às 20 horas.