Exclusivo

Apanha de amêijoa e mexilhão na ria de Aveiro só em 2022

Apanha de amêijoa e mexilhão na ria de Aveiro só em 2022

Instituto Português do Mar e da Atmosfera aguarda melhoria da água entre a Barra e Ponte da Varela para levantar proibição

Os pescadores da ria de Aveiro vão ter de aguardar até ao final do ano para voltar a apanhar ameijoa e mexilhão entre a entrada da Barra (Ílhavo) e a ponte da Varela (Murtosa), uma zona que foi reclassificada para C, esta semana, pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), devido à falta de qualidade da água.

Com a classificação C, naquela zona, denominada riav1, os pescadores não podem apanhar ameijoa macha, boa e japonesa nem mexilhão para comercialização em fresco, como faziam habitualmente, só podem colher para transposição ou transformação. Podem, contudo, continuar a apanhar ali outras espécies, como berbigão e navalha. As outras zonas da ria, que são mais pequenas, não estão interditas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG