O Jogo ao Vivo

Aveiro

"Carreguei-a nove meses e vou para casa de mãos vazias", diz mãe que perdeu bebé

"Carreguei-a nove meses e vou para casa de mãos vazias", diz mãe que perdeu bebé

Thayná Ferreira, a mulher que perdeu a filha, às 40 semanas de gestação, no sábado, no Hospital de Aveiro, ainda não teve alta médica.

A recuperar de uma pneumonia, que esteve na origem do seu internamento, há uma semana, após cerca de uma dezena de idas à urgência, Thayná, de 24 anos, continua revoltada com o hospital - que acusa de negligência - e aguarda, impaciente, os resultados da autópsia ao feto.

Alan Souza, marido de Thayná, confirmou ao JN que ainda não tem indicações sobre quando a mulher irá para casa. O certo é que a revolta continua presente no seio do jovem casal, que ansiava o nascimento da segunda filha. "Carreguei a minha filha nove meses, para chegar aqui e eles a deixarem morrer por causa de uma cesariana? Ia fazer-lhes falta no bolso, só pode", acusa Thayná Ferreira, num vídeo gravado no hospital e divulgado, nas redes sociais, por uma tia.

Ler mais na edição impressa ou epaper.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG