O Jogo ao Vivo

Ambiente

Radioatividade em Almaraz vigiada por portugueses

Radioatividade em Almaraz vigiada por portugueses

Investigadores portugueses ajudaram a desenvolver um equipamento capaz de detetar a radioatividade na água em tempo real, que foi instalado à saída da central nuclear espanhola de Almaraz, na margem do rio Tejo, a cerca de 100 quilómetros da fronteira com Portugal.

A central começou a funcionar no início dos anos 1980 e, recentemente, viu a sua licença de funcionamento prolongada até 2028. A água do Tejo é utilizada para arrefecimento dos reatores.

O equipamento inovador - criado no âmbito do projeto TRITIUM - consegue detetar os níveis de trítio, uma partícula radioativa, em tempo real. Assim, se houver um aumento súbito da radiação na água que a torne um risco para consumo humano, é possível dar o alerta de imediato, para as autoridades acionarem medidas de contenção.

Ler mais na edição impressa ou epaper