Aveiro

Bombeiros de Castelo de Paiva ajudaram bebé a nascer na ambulância

Bombeiros de Castelo de Paiva ajudaram bebé a nascer na ambulância

Dois bombeiros da corporação de Castelo de Paiva realizaram, no domingo, um parto na ambulância quando transportavam uma grávida ao Hospital de São Sebastião, em Santa Maria da Feira. A pequena Maria Leonor não quis esperar e nasceu a meio do percurso, em Labercos (concelho de Gondomar), junto a um miradouro com vista para o rio Douro.

Os Bombeiros foram acionados pelas 18.15 horas para uma situação de trabalho de parto, na freguesia de Santa Maria de Sardoura, em Castelo de Paiva.

"Quando chegamos, a grávida estava com contrações de dois em dois minutos, aflita e com dores", conta Vítor Pinto, um dos bombeiros que ajudou no parto. Feito o encaminhamento da situação, receberam indicação para seguir para o Hospital. "Mas percebemos que havia o risco de não chegarmos lá", admite.

PUB

Pararam junto a um miradouro, em Labercos, para reavaliar a situação. "Disse ao meu colega Marco Lopes: não adianta, vamos ter de fazer o parto aqui na beira da estrada", recorda Vítor. Pediram apoio ao CODU, parquearam a ambulância em segurança e rapidamente a bebé nasceu, tendo apenas um percalço com o cordão umbilical. "Quando vi o cordão em torno do pescoço houve algum receio, mas conseguimos retirá-lo e num minuto ela estava cá fora. Veio para os nossos braços e começou logo a chorar, toda desperta", conta o bombeiro.

Quando a viatura médica de emergência e reanimação do Hospital de São Sebastião chegou o parto já estava realizado, tendo mãe e menina sido estabilizadas e encaminhadas ao hospital.

Foi o primeiro parto que Vítor Pinto e Marco Lopes realizaram sozinhos. Maria Leonor nasceu pelas 19:17 horas, às 39 semanas. É a segunda filha do casal de Santa Maria de Sardoura.

"No meio de tanta coisa que vamos vivendo no dia a dia, desde mortes a acidentes, é uma lufada de ar fresco ajudar um bebé a nascer, é uma sensação que não dá para explicar", confessa Vítor Pinto, bombeiro há 16 anos, não escondendo que ficou com "um sorriso de orelha a orelha".

"Aos nossos operacionais, Vítor e Marco, deixamos uma palavra de apreço e orgulho pelo trabalho desenvolvido na prestação deste socorro. Aos pais da bebé, felicitamos o seu nascimento e desejamos as maiores felicidades. À princesa Maria Leonor, desejamos que tenha uma vida tão especial quanto o seu nascimento", escreveu a corporação nas redes sociais.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG