Exclusivo

Com o luto por fazer, 20 anos depois ainda há quem não passe a ponte de Entre-os-Rios

Com o luto por fazer, 20 anos depois ainda há quem não passe a ponte de Entre-os-Rios

Passam esta quinta-feira 20 anos desde a queda da ponte de Entre-os-Rios, uma tragédia que colocou Castelo de Paiva no mapa. Nunca pelos melhores motivos. O concelho evoluiu, mas não o suficiente.

À época, avançou um conjunto de investimentos em infraestruturas e acessibilidades, só que as ligações ao exterior - cerca de nove quilómetros da variante da EN 222 à A32 (nó de Canedo) e 14 quilómetros do IC35, de Entre-os-Rios a Penafiel - continuam por fazer. Houve quebras na população, que foge para o litoral, e o território não atrai o investimento.

Os familiares das 59 vítimas procuraram ultrapassar a dor construindo uma resposta social que ajuda crianças em risco. A vida continuou, mas passadas duas décadas há quem ainda não tenha feito o luto.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG