Requalificação

Obra superior a um milhão de euros arranca no verão em Castelo de Paiva

Obra superior a um milhão de euros arranca no verão em Castelo de Paiva

No âmbito da regeneração urbana em curso na vila de Castelo de Paiva, é apresentado, esta quinta-feira, o projeto de requalificação do Largo do Conde e da Praça da Independência. O investimento é superior a um milhão de euros, apoiado a 85% por fundos comunitários. Está previsto que a obra comece no verão e demore cerca de um ano a ser executada.

A meta é, explica o presidente da Câmara, modernizar e apostar na mobilidade e segurança daquele espaço emblemático da sede do concelho, preservando a sua história e identidade. "Esta intervenção insere-se na regeneração urbana que abrange outros arruamentos da vila, num pacote global de três milhões de euros que só pode ser usado para esse fim. A última intervenção no Largo do Conde terá sido há mais de 40 anos e não podíamos desperdiçar esta oportunidade", defende Gonçalo Rocha. "Teremos uma praça única até à igreja", adianta.

O projeto implica alterações no trânsito, com a rua em frente aos paços do concelho, instituições bancárias e posto dos correios a passar a pedonal. Haverá ainda limitações de tempo ao estacionamento. Será promovida a mobilidade pedonal e ciclável, sendo também eliminados desníveis e degraus, passando o espaço a ser uma praça contínua. Os elementos emblemáticos, a estátua do Conde de Castelo de Paiva e o Cruzeiro mantêm-se, surgindo novos, dedicados à música: um saxofone e um violoncelo com sistema de som e com música permanente. Serão também mantidas parte das árvores existentes (e plantadas novas) e os espaços ajardinados no centro da praça. Em termos de materiais a aposta será no granito e no xisto.

Outras Notícias