Roteiro

"Sem Espinhas" regressa a Espinho com Rota dos Restaurantes

"Sem Espinhas" regressa a Espinho com Rota dos Restaurantes

Camarão da costa à caldeirada, sopa de peixe, lulas grelhadas, arroz de marisco, petinga, jaquinzinhos ou cataplana de peixe várias são algumas das sugestões gastronómicas disponíveis na Rota dos Restaurantes promovida pelo "Sem Espinhas".

A iniciativa regressa a Espinho, entre 18 e 24 de março, com a primeira edição da "Rota dos Restaurantes", uma novidade no calendário de eventos do "Sem Espinhas" que coloca em destaque os restaurantes locais especialistas em peixe e marisco.

Pela primeira vez, 17 restaurantes da cidade vão preparar menus completos que destacarão as melhores iguarias a preços únicos, integrando assim um roteiro gastronómico que pretende valorizar e homenagear a excelência do peixe e do marisco que se consome naquela cidade. Os menus variam entre os 10 e os 20 euros.

Durante uma semana, a Rota dos Restaurantes convida a degustar, ao almoço e ao jantar, 17 menus com os melhores e os mais frescos e genuínos sabores do mar, num percurso de experiências gastronómicas que homenageia as especialidades e os pratos típicos inspirados no Mar de Espinho.

O Sem Espinhas é um projeto promovido pelo Município de Espinho, com o objetivo de valorizar os recursos patrimoniais e culturais da gastronomia da cidade e alavancar o território em termos turísticos.

O projeto arrancou há três anos e, desde então, a autarquia tem apostado no seu crescimento, trazendo novidades em cada edição. A grande aposta em 2019 passa pela criação desta Rota dos Restaurantes, uma agora em março e outra em outubro.

Está, ainda, prevista a realização de um Fórum, que constituirá um espaço de reflexão e discussão sobre os temas do Mar, pela reedição do tradicional almoço de rua, para celebrar e festejar os sabores do Mar, e pela produção de quatro mini-documentários, com testemunhos das histórias do Mar de Espinho.

Pinto Moreira, Presidente da Câmara Municipal de Espinho, considera que o "Sem Espinhas" constitui um momento e uma oportunidade para valorizar Espinho enquanto cidade com uma profunda e forte ligação ao mar, às tradições das gentes do Bairro Piscatório e à sua gastronomia. "É necessário manter e valorizar essa identidade e essa cultura, que é uma marca histórica de Espinho, e preservar e promover a alma e a raça vareira".

O autarca adianta que é também "importante diversificar a forma como chegamos às pessoas e a "Rota dos Restaurante" é o pretexto perfeito para convidarmos as pessoas a sentarem-se à mesa dos restaurantes da cidade e degustarem aquilo que de melhor temos para oferecer em termos gastronómicos", sublinhou.