Exclusivo

Sem-abrigo no campismo de Espinho: "O melhor é que posso tomar banho todos os dias"

Sem-abrigo no campismo de Espinho: "O melhor é que posso tomar banho todos os dias"

"Isto é um T4 com jardim", brinca Manuel. Reclama ser tratado por "patrão", como é conhecido, e não podia estar mais contente. Aos 49 anos, sentado num banco à porta da sua tenda, diz que adora campismo e garante que se dá bem com os vizinhos.

É um dos 11 sem-abrigo que já estão a habitar no parque de campismo de Espinho, de gestão municipal. A Autarquia abriu-lhes as portas durante a pandemia, instalou 18 tendas e leva-lhes todos os dias as refeições.

"Aqui eles têm um espaço para estarem protegidos. Usam os balneários para a higiene pessoal, temos desinfetante. E podem ir conversando uns com os outros com a devida distância", explica Anabela Lourenço, técnica municipal. O concelho tem 31 sem-abrigo sinalizados, nem todos acederam ao desafio. Para já, há 14 inscritos e 11 instalados. "Os que aceitaram ficaram muito satisfeitos com a possibilidade de terem um sítio para ficar, porque na realidade está-se a pedir para que fiquemos em casa, mas eles não têm uma", diz a técnica. A Autarquia vai fazendo o giro pelo concelho, para convencer mais a aderir.

Outras Notícias

Outros Conteúdos GMG