Ambiente

Derrame de leite mata peixes em Estarreja 

Derrame de leite mata peixes em Estarreja 

Silo de empresa de laticínios caiu e derramou produto.

Um derrame de leite está a matar peixes no rio Antuã, em Estarreja, denunciou a Câmara. O acidente aconteceu na sexta-feira, no município vizinho de Oliveira de Azeméis, quando um silo de uma empresa de laticínios caiu e derramou cerca de 90 mil litros de leite no rio Ul. O produto seguiu com a corrente para o Antuã, propagando a contaminação às águas que atravessam a cidade de Estarreja.

O impacto ambiental da descarga, refere a Câmara, afetou a fauna, "havendo já centenas de peixes mortos, num cenário desolador". A autarquia aguarda os resultados de análises à água para perceber a real extensão do problema e "pedir responsabilidades, a quem de direito, pela grave mortandade".

A Câmara de Oliveira de Azeméis adianta que recebeu informação da empresa sobre o "derramamento de leite acidental" e garante que as entidades competentes, nomeadamente a Administração da Região Hidrográfica, a GNR e a Associação de Municípios de Terras de Santa Maria, foram informadas.

Nas redes sociais, vários populares dizem ter ouvido um "estrondo", na sexta-feira, pelas 7.30 horas. Um dos silos da Lactogal caiu, derramando leite na conduta de águas pluviais, descreveram. O JN não conseguiu contactar a empresa.

Outras Notícias